Porsche feito de bicicleta e muitos tubos de PVC.

FERDINAND GT3 RS
porsche-capa.jpg


Junto com alguns amigos, Langeder decidiu criar um modelo do Porsche GT3 RS tradicional, com direito a carroceria dourada e tudo. A diferença é que no lugar do motor tradicional, a fonte de propulsão do carro seria uma bicicleta adaptada no seu interior.
porsche-capa.jpg
Depois de dois anos e meio de trabalho, o artista finalmente concluiu sua obra prima/Fotos: Divulgação
Assim, depois de dois anos e meio de trabalho árduo, dezenas de tubos de plástico, rolos de fita adesiva, borracha e papel-alumínio, Langeder finalmente realizou seu sonho de dirigir um carro totalmente sustentável.
porsche-02.jpg
O Porsche durante o processo de construção: muitos tubos de PVC e rolos de papel-alumínio
O GT3 FERDINAND RS só chega aos 5 km/h, mas faz o maior sucesso por onde passa. Tanto que está em exposição no Museu de Arte de Linz, na Áustria. Mas para seus criadores, mais do que uma obra de arte, o carro é um protesto por um modelo de transportes menos agressivos ao planeta.
porsche-03.jpg
O GT3 Ferdinand durante uma “voltinha” pela cidade
“Eu queria ter uma visão positiva do futuro dos transportes em relação ao meio ambiente”, disse Langeder. “A construção básica é feito de aço, a carroceria é feita de tubos de plástico PVC usados para instalações elétricas, tiras de plástico e outros tipos de fitas. A pintura exterior é realmente fita dourada”, explicou.
O “carro” pesa apenas 99,6 quilos e não tem motores, apenas dois pedais: um do motorista e um para o carona, que pode dar uma forcinha enquanto aproveita o passeio.
Criação: Hannes Langeder 

Nenhum comentário:

Postar um comentário