Passo a Passo para Luminárias.



Confira o passo a passo



Meça o cano um pouco maior do que irá utilizar, 
pois caso o corte saia torto, você terá uma sobra 
para poder ajustá-lo. Corte o cano com o auxílio de
 uma serra manual ou compre-o já na medida de 30 cm.



Lixe-o com a lixa 180 para retirar os riscos e imperfeições,
 depois lave e seque para retirar o pó.






Prenda no cano com fita crepe, o desenho junto com o carbono. 
Transfira o desenho para o cano. 
Prefira o carbono para tecido, que sujará menos o cano. 

Muito importante antes de começar a cortar, 
utilize óculo de proteção e máscara para não inalar 
o pó e evitar que os farelos atinjam seus olhos. 
Se possível, adquira o chamado chicote, 
ou eixo flexível que é acoplado em sua minirretífica  
desta forma trabalhará com uma ferramenta bem mais leve. 


Instale a broca 1,0 mm em sua minirretífica
 ou no eixo flexível, conforme o caso, 
utilizando o mandril. Como a broca que iremos
 utilizar sofrerá uma grande pressão, 
eu costumo utilizá-la com parte da rosca de corte 
escondida dentro do mandril, veja na foto abaixo. 


OBS: Cuidado na colocação da broca para que ela 
tenha um giro uniforme e não fique desalinhada, 
senão o furo sairá maior do que a espessura desejada. 


Com a broca 1,0 mm e com a minirretífica em velocidade 3, 
ou velocidade em torno de 30% da capacidade 
máxima da ferramenta, comece fazendo o primeiro
 furo no desenho onde deseja fazer o corte, 
coloque um pouco de pressão sobre a 
ferramenta e comece a conduzi-la pelo desenho. 


OBS: Não force a broca, tente fazê-la deslizar
 pelo desenho respeitando a rotação da ferramenta. 
Cuidado para que os cortes nas asas das 
borboletas e flores não se toquem. 


Após cortar todo o desenho, utilize a lixa 180
 para retirar a maior parte das rebarbas, 
por fora e por dentro do cano. 
É também com esta lixa que irá
 retirar os riscos de carbono que ficaram. 

Depois de lixar, utilize uma escova de lavar roupas,
 sabão em pó e água para escovar a peça, 
isto ajudará na retirada dos farelos que ficam 
dentro dos cortes e furos. Caso tenha algum
 risco mais profundo, Bombril com 
sabão em pó também poderá ser usado. 
OBS: cuidado com as áreas mais frágeis para não forçá-las. 

Para ajudar a lixar os pequenos detalhes e 
alinhar os cortes tortos, utilize um 
estilete pequeno ou uma lixa de unha de metal. 

Modelagem da borboleta: 
Com a peças toda lixada, é o momento de modelar 
as asas das borboletas e as pétalas das flores. 
Aproxime a luminária de uma fonte de calor 
(chama do fogão ou soprador elétrico), 
com cuidado para não escurecer a peça. 
Se isto acontecer, lixe novamente após a peça esfriar. 
Faça a modelagem por partes, pois o cano esfria rápido. 
Como o PVC estará bem quente, utilize a mesma
 lixa de metal para levantar a asa das borboletas, 
posicione-as conforme desejado e aguarde até que o PVC esfrie. 
Proceda da mesma forma com as pétalas das flores. 


Base da Luminária: 
Corte dois pedaços de PVC medindo 2 x 3 cm. 
Com a ajuda de um alicate ou algo que consiga
 segurar o pedaço de PVC e aproximá-lo de
 uma fonte de calor, aqueça-o e
 dobre ao meio formando um (L). 


Para uma melhor fixação da tinta na base da
 luminária (plafonier), lixe-o antes de parafusar
 os dois pedaços de pvc na base. Se o material
 do plafonier for muito liso e brilhante, 
dificultará a aderência da tinta, neste caso
 use o selador para plástico, 
aplique uma fina camada, espere 
secar e lixe e limpe a superfície antes da pintura. 

Faça um furo em cada pedaço(L) de PVC e, 
utilizando o parafuso de 15 mm, prenda os dois
 pedaços de PVC na base. Conforme a altura
 do plafonier, o parafuso precisará ser cortado. 

Posicione o cano sobre o plafonier
 para definir onde ficarão os furos laterais. 
Utilizando uma broca da espessura do parafuso,
 faça o furo de uma vez só pegando o 
lado da luminária e o pedaço de cano (L). 
Com o auxílio do alicate de ponta e da
 chave Philips, prenda a luminária na base. 
Faça um furo na parte de trás do plafonier
 para a passagem da fiação
 (vide instalação elétrica passo 19º). 

Pintura: 
Para a pintura, o cano deve estar lixado, limpo e seco. 
Neste caso utilizei a tinta spray arts na cor lilás. 

Proteja as bordas internas da luminária com
 fita crepe, e use jornal dobrado para que a
 tinta não suje o soquete e as paredes internas da luminária. 
Passe a primeira camada bem fina em toda a peça, 
conforme a imagem abaixo. O spray deve 
ser aplicado de uma distância de 25 cm em
 movimentos horizontais e depois
 verticais, isso ajuda a tinta a não escorrer. 


Espere secar antes de lixar. Em média leva 
uma hora nos dias quentes, 
e duas horas para dias úmidos ou frios. 
Utilize a lixa 220 para lixar suavemente a
 peça entre as demãos de tinta. Lixe,
 limpe com pano úmido, aguarde secar
 e aplique a próxima demão de tinta. 


Repita o processo até completar 3 demãos
 ou até que a cobertura da peça fique uniforme. 

Acabamento: 
Meça a fita ou acabamento que utilizará 
em sua luminária e corte-o.
 Aplique cola branca extra forte do rótulo 
azul entre a base e o cano e fixe o acabamento.
 Caso não tenha o acabamento 
da mesma cor da peça, cole-o antes da pintura. 

Instalação elétrica: 
Utilizando o fio pronto para abajur e a chave philips, 
faça a instalação elétrica passando o fio pelo
 furo feito na parte de trás do plafonier.
 Parafuse o fio no soquete.
 Cuide para que os fios fiquem 
bem posicionados e firmes, evitando
 qualquer contato do fio descascado
 com as partes plásticas do plafonier. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário